Papo de Fotógrafo Podcast

Menu

Falem mal, mas falem da gente!

28 de outubro de 2013
_template

Eu não sei para vocês, mas para mim, a palavra “Critica” se tornou algo negativo. E muitas vezes, as pessoas dizem “Critica Construtiva” apenas para serem educadas, pois a forma como falam, escrevem, argumentam, não tem nada de construtivo, porque só analisam de um ponto de vista, sem entender ou compreender o outro ponto de vista. Ou seja, criticas são criticas, quem tem que transformá-la em construtiva somos nós, que as recebemos.

Não quero que entendam mal o que escreverei a seguir, quero que apenas leiam o que pensei quando recebemos essa mensagem no iTunes.

“Só dou 3 estrelas, porque em geral os temas são bons, e os convidados acabam salvando os episódios, porque a dupla de entrevistadores não tem bagagem e conteúdo para levar o podcast, apesar da simpatia de ambos.” Não identificarei o autor, apenas se ele ler, quiser e autorizar.

Confesso, que a primeira vez que li, fiquei feliz pelo feedback, pela primeira vez, nos mostraram o que melhorar (em conteúdo, e não tecnicamente), e também porque já faz um tempo que venho me cobrando ter mais tempo para estudar e praticar minha fotografia e meu conhecimento. Isso me mostrou que eu me conheço e sei o que preciso fazer. Obrigado querido ouvinte pela dica, e também pelo elogio a nossa simpatia.

Depois com calma, li mais uma vez a mensagem, excluindo a parte da qual eu tenho que investir em conhecimento e em mim mesmo, e comecei a ficar incomodado, não com as 3 estrelas, mas com o depoimento. Sabe aquela história do começo do post? Então …

Li, reli, pensei, escrevi, apaguei, li mais uma vez …

Sabemos que as pessoas normalmente respondem a críticas com desculpas para continuarem a fazerem da forma que fazem … Pode ser … Mas não desta vez!

Vou escrever o que penso, e cada um tire suas conclusões.

… os temas são bons, e os convidados acabam salvando os episódios … Para quem não conhece o processo de produção de um podcast, pode achar que as pessoas se inscrevem para participar, mas no Papo de Fotografo, somos nós que pensamos em um tema, e convidamos um profissional que acreditamos seja capacitado o suficiente para fazer valer o programa. Além disso, o ritmo do programa (conversa, perguntas e a edição) são todas de nossa responsabilidade. Eu utilizo muito o futebol para comparar as coisas, e nesse caso eu diria, não adianta ter jogadores bons (convidados) com um técnico ruim ou despreparado (os apresentadores). Sim sabemos que não somos os melhores, mas somos apaixonados pelo o que estamos fazendo. já é um grande começo.

… porque a dupla de entrevistadores não tem bagagem, nem conteúdo para levar o podcast … Eu poderia ser muito mal educado nessa, dizer que o podcast é da Ana e também meu, e não precisamos ter nem bagagem, nem conteúdo. Mas como fazemos por prazer e para outras pessoas, prefiro ser mais educado. Realmente não temos bagagem, nem conhecimento, primeiro porque somos novos no ramo, apenas 3 anos (em média), segundo, porque a fotografia é muito ampla, e não somos nem seremos mestres em todas as áreas, seria impossível, e terceiro, se fôssemos “os caras” não precisaríamos de convidados, certo?! Muitos ouvintes do nosso podcast são iniciantes, ou não atuam na mesma área da fotografia que os convidados, ou até mesmo não conhecem o profissional entrevistado, e a idéia é realmente bater um papo, com perguntas de iniciantes (como também somos) ou conversas divertidas fora do assunto.

Desde o começo dissemos que o Papo de Fotografo não seria um programa técnico, mesmo porque seria muito dificil falar tecnicamente de fotografia através de um programa de áudio, seria melhor fazê-lo em vídeo se a idéia fosse ensinar fotografia.

Somos 2 apaixonados pelo que fazemos, seja pela fotografia ou pelo podcast … O podcast é uma dedicação maior, porque nos esforçamos para fazê-lo mesmo sem muito conhecimento técnico, disponibilizamos algumas horas do dia e da semana para gravá-lo, agradecemos os convidados que também se dispõem para nos ajudar sem custo, apenas com seu tempo. Investimos em site, hospedagem, em relacionamento … Tentamos trazer assuntos diversos, sorteios, promoções, tudo para que os ouvintes possam acompanhar nosso programa porque gostam, porque se divertem … Você acha que a falta de bagagem e conteúdo faz realmente a diferença?

Gostaria de saber de vocês, o que acham? Respondam nos comentários.

Os comentários estão desativados.