Papo de Fotógrafo Podcast

Menu
#nocouchdocoach

Inimigos professores

20 de fevereiro de 2014
nocouchdocoach04

Hein? …rs…

Pois é …

Quando nós olhamos para trás, tendo 2, 20 ou 50 anos de carreira, invariavelmente nós encontramos uma lista -as vezes pequena, outras nem tanto- de pessoas que passaram pela nossa vida e deixaram marcas.

Quero te convidar a deixar de lado aquelas que você ama, as que você tem um carinho enorme e que tem certeza que só te fizeram bem.

Isso! Se concentre naquela cambada de fdp* que se esforçaram ao máximo para tornar a sua vida um inferno!

Se você estiver dentro da média da população mundial, aparecerão na lista: ex-chefes, ex-amigos, ex namorados(as), ex-clientes, concorrentes, irmãos, pais, etc, etc, etc.

A constatação que todos fazemos -alguns antes e outros depois- é que essas pessoinhas aí da lista, são as que mais nos ensinaram.

wallpapers_battle

Infelizmente nós só reconhecemos isso alguns anos depois do momento em que poderíamos, de forma consciente, transformar todo o nosso desconforto em aprendizado.

Como assim Rubens?!?!?! Tá doido?

Não, não estou! Explico:

A realidade gente, é que normalmente essas pessoas nos colocam em algumas situações inusitadas que têm consequências:

– Nos fazem entrar em contato com o pior de nós.
Nos fazem perder a cabeça (ou o controle emocional) e deixar vazar as emoções e sentimentos que normalmente conseguimos reprimir;

– Eles quase sempre tem algo que queremos.
Poder de decisão, reconhecimento, dinheiro, posição social, experiência. Pare prá pensar e você vai com certeza encontrar algo em cada uma dessas pessoas que você desejava no momento que não queria vê-la nem coberta de ouro …rs…;

– Eles estão no lugar que você queria estar.
Sim, essa frase poderia estar no item acima, mas não está, intencionalmente. Gastamos muita, mas muita energia valorizando o que os outros conseguem fazer e nós não. O que os outros já possuem e nós ainda não. Nos sentimos diminuídos pelo simples fato de acharmos que as pessoas tem mais “sorte” do que nós.

O que fazer então?

Avalie cada momento que você identificou ao fazer a lista e procure relacioná-los com os itens acima. Faça isso também no seu momento atual, com as pessoas que vai cruzar quando levantar da cadeira depois de ler este texto e que não consegue matar, pois iria preso(a) …rs… e:

  • – Encontre dentro de você o que o melhor de você pode oferecer hoje!
  • – Pergunte-se se realmente você precisa do que ele(a) tem, e o mais importante: se para você conseguir, essa pessoa precisa necessariamente perder!
  • – E por ultimo, se você não está se subestimando ou superestimando seu “inimigo”. Será que ele é realmente enorme assim? Será que você é realmente tá pequeno assim?

Focalize, concentre sua energia em usar as respostas acima de um modo proativo ao invés de reativo e você verá que o seu mundo é beeem mais fácil do que imagina.

As pessoas que você acha que mais atrapalham a sua vida são aquelas que mais podem te ensinar: sobre você, sobre sua vida, sobre como fazer para se tornar muito melhor!

*fdp = flor de pessoa

Os comentários estão desativados.