Papo de Fotógrafo Podcast

Menu
Papo do Japa

Qual preço de uma câmera usada?

19 de março de 2015
Untitled

Uma das coisas mais difíceis pelo qual o fotógrafo passa é justamente quando vai repassar algum equipamento para frente. Seja para trocar de equipamento, seja por falta de uso, precificar um item sem ser abusivo, porém sendo honesto é uma coisa deveras complicada. Se por si já é complicado, quando falamos de DSLR a questão fica mais complicada ainda, principalmente em nosso mercado, que é abastecido por equipamentos fora de linha e que são facilmente encontrados novos em diversas lojas.

Longe de querer ditar um preço justo, vale citar que eu sou a favor do “cada um bota o preço que bem entender”. Você tem uma EOS Rebel XT, de 2003, com 100 mil clicks e acha que ela vale R$3.000 com a lente do kit? Anuncia por esse preço, você tem todo o direito. Só não reclama que ninguém vai comprar.

Então, me diga: como eu posso precificar uma antiga câmera minha, de forma justa? A resposta é relativamente simples, e você pode seguir dois caminhos distintos: o preço médio de mercado ou a degradação do equipamento.

O primeiro caminho, do preço médio, é bem simples: basta procurar por equipamentos com condições próximas do equipamento que você quer oferecer. O preço desses equipamentos vai te dar uma média do quanto vale a sua, que pode varia pra mais ou pra menos, de acordo com as condições do equipamento em questão. O problema desse caminho é que ele não é preciso, com muita variação dentro do próprio valor de mercado.

O segundo caminho envolve um pouco de matemática, mas funciona incrivelmente bem. Basicamente, você retira os valores de seu equipamento utilizando o preço atual de mercado dele novo. Isso mesmo: Você vai basear o preço do seu usado no preço dele novo!

Para tanto, é preciso ter noção dos seguintes fatores:

Depreciação por clicks: retire cerca de 5% do valor a cada 10.000 clicks
Depreciação por marcas de uso: retire 10% do valor total
Depreciação por defasagem (fora de linha): retire 5% do valor a cada modelo subsequente lançado

Considerando os fatores acima, imagine que você queira vender sua EOS 60D, com cerca de 15.000 clicks,  e com a objetiva EF-S 18-135mm f/3.5-5.6 IS, com marcas de uso moderadas. Uma nova, hoje, vale em torno de R$3.200 – preço médio encontrado no Mercado Livre para equipamento novo. Então, basta fazer a conta usando os fatores equivalentes ao seu equipamento:

R$ 3.200,00 – 5% (número de clicks) – 10% (marcas de uso) – 5% (modelos subsequentes lançados: 1) = Valor de venda

Traduzindo os fatores para números, temos a conta abaixo:

R$ 3.200 – R$160 – R$ 320 – R$160 = R$ 2.560,00

Sua 60D, no estado citado, valeria cerca de R$ 2.560 com a objetiva EF-S 18-135mm f/3.5-5.6 IS. O que nos leva ao segundo item: e se você quiser vender só o corpo?

Bom, para isso, a conta acaba ficando mais fácil: basta pegar o valor estimado e retirar o valor da objetiva que acompanha. A EF-S 18-135mm f/3.5-5.6 IS, sozinha, tem o valor médio entre R$800 e R$1.000. Ou seja, Se você fosse vender apenas o corpo da 60D, você teria um valor entre R$ 1.560 e R$ 1.720, um preço bem próximo da média em que a câmera é vendida.

Obviamente que essa conta não serve para objetivas, mas se o seu problema for precificar uma DSLR usada, essa tabelinha já facilitará sua vida. 😉

Os comentários estão desativados.