Papo de Fotógrafo Podcast

Menu
Papo do Japa

Uma boa surpresa: Samsung NX3000

3 de março de 2015
samsung-nx3000

Eu admito: sou um “testador” fanático. Podem jogar na minha mão o que for e eu vou querer ver como funciona, como determinado equipamento se comporta… E isso vale também para equipamentos fotográficos. O Rafael sabia disso, e quando pintou a oportunidade do Papo de Fotógrafo testar uma Samsung NX3000, ele me passou a bola, sabendo que eu não negaria.

samsungnx3000-2

O sensor da câmera guarda bastante informação das áreas de baixa e alta luz. No arquivo RAW, não era possível ver detalhes no tronco e a cor do céu havia estourado.

Acho justo calibrar o teste para exatamente o público que essa câmera quer cativar: o amador que gosta de fotografar e quer ter uma boa câmera. Então, antes que você pense em algo do tipo “ele testou a câmera numa manifestação debaixo de chuva com confronto policial bla bla bla”, eu sugiro que você anule esse pensamento e mergulhe conosco no fabuloso mundo dos amadores da fotografia.

Com equipada com um sensor APS-C do tipo CMOS de 20.3 megapixels e com funções como WiFi, NFC e tela LCD articulável, a Samsung NX3000 tem especificações bem sólidas para uma câmera de uso amador, conseguindo caminhar até entre algumas câmeras profissionais – mas não é esse o foco a ser comentado aqui. 

samsungnx3000-5

A exposição automática é equilibrada, mesmo em situações de baixa luz

A câmera chegou e eu tive tempo suficiente para ler o manual de instruções e fazer a configuração inicial básica da câmera. Coloquei a bateria para carregar – para quem não sabe, a bateria é recarregável dentro da própria câmera, através da entrada USB – e fui dormir. De manhã, com a bateria completamente carregada, eu coloquei a câmera dentro da mochila e sai para minha rotina diária.

A primeira parada do dia foi para tomar café, e eu poderia muito bem ter registrado o momento com a câmera – coisa que eu não o fiz. O motivo: eu ainda precisava comprar um microSD, o cartão utilizado pela NX3000. Então, com o microSD em mãos, eu comecei a fotografar, efetivamente, com a câmera. Andei um pouco pela rua e fiz algumas poucas imagens. Ainda precisava me acostumar com o modo de funcionamento da câmera, que por mais que seja simples, exige um certo nível de costume para ser natural.

A objetiva Samsung 20-50mm f/3.5-5.6 ED i-Function tem uma boa reprodução de cores

A objetiva Samsung 20-50mm f/3.5-5.6 II ED i-Function tem uma boa reprodução de cores

Boa surpresa que tive ao utilizar a câmera: ela é rápida e precisa em sua operação, inclusive no autofoco, que se mostrou preciso e veloz. A qualidade ótica da Samsung 20-50mm f/3.5-5.6 II ED i-Function, considerada uma objetiva “de kit”, também surpreende, com uma boa reprodução de cores e contraste moderado. Outro ponto interessante dessa objetiva de kit é que ela possui um botão i-Function. Ao pressioná-lo, o usuário pode selecionar quais parâmetros ele deseja alterar, alternando entre abertura, ISO, velocidade e balanço de branco.

O sensor da câmera também provou ser um ponto forte da câmera, com uma boa gama de informação salva nas altas luzes – o que torno possível a recuperação de céus estourados na pós produção.

Desempenho de ISO é bom até 1600, mesmo com perdas. A partir de 3200 o nível de ruído é bastante notável.

Desempenho de ISO é bom até 1600, mesmo com perdas. A partir de 3200 o nível de ruído é bastante notável.

Depois, resolvi sair com a câmera para fazer algumas poucas fotos noturnas e testar as capacidades em baixa luz da NX3000 – situação em que a objetiva de kit se provou um pouco limitada, devido à abertura pequena e a falta de estabilizador ótico. Para ter uma velocidade de obturador relativamente rápida para a imagem não sair tremida, era necessário subir o ISO em níveis altíssimos, como 25600, o que acabou comprometendo a qualidade de imagem. Entretanto, essa situação é facilmente contornável pelo fotógrafo, caso ele adicione uma objetiva de abertura maior aos seus equipamentos.

Aproveitei que estava à noite e testei um pouco o foco manual da câmera. Apesar de não ter a função focus peaking, a Samsung disponibiliza uma magnificação para o foco manual, que facilita um pouco o ato de focar manualmente… Desde que haja contraste em cena. Em situações um pouco mais apagadas, isso por acabar sendo um problema para quem gosta de fazer foco manualmente. Para quem prefere o foco automático, a câmera possui luz auxiliar de AF, que facilita o foco em situações de baixa luz.

Desempenho em baixa luz é consideravelmente bom. Foto com ISO 1600.

Desempenho em baixa luz é consideravelmente bom. Foto com ISO 1600 apresenta pouco ruído e balanço de branco automático entrega tons neutros por toda a cena.

No dia seguinte, resolvi testar mais algumas funções da câmera, como o WiFi incorporado. A conexão se provou bem intuitiva e fácil de realizar, sem maiores problemas. Entretanto, qual não foi a minha surpresa ao descobrir que a Samsung não converte os arquivos RAW para transferência wireless? E pior: não existe um modo de converter o RAW para JPG dentro da própria câmera. Ou seja, se você quiser usufruir do WiFi, você tem que fotografar em JPG, obrigatoriamente – ponto negativo neste item. Mesmo assim, o WiFi tem funções interessantes, como o disparador remoto – onde você utiliza o celular como disparador da câmera -, função bem útil para aqueles que estão interessados em fotografar paisagens ou outros temas que peçam o uso de um tripé.

samsungnx3000-9

O alcance dinâmico do sensor possibilita fotos com áreas de altas e baixas luzes sem produzir imagens muito contrastadas.

Para os amantes de vídeo, uma boa e uma má notícia. Primeiro a boa: a câmera possui qualidade na captura de vídeos. A má é que ela é limitada nesse ponto: a resolução máxima fica em 1920×1080/30p, e apesar do modo manual ser habilitado também para captura de vídeo, ele é confuso e não intuitivo, o que é uma pena.

E o veredito… 

No geral, a Samsung NX3000 é uma ótima câmera. Leve, pequena, ergonomicamente bacana de se usar e com uma boa gama de objetivas para serem utilizadas. É uma câmera muito bem resolvida naquilo que se propõe: ser uma câmera casual para um fotógrafo sério, ou uma câmera séria para o fotógrafo casual. Não é uma câmera perfeita, mas nem por isso deixa de ser uma das melhores câmeras que eu já utilizei.

Pontos fortes: sensor, qualidade de imagem, variedade de objetivas, autofoco, tamanho, peso, facilidade de uso, conectividade WiFi e NFC.

Pontos fracos: não ter conversão de RAW dentro da câmera, transferência WiFi não funcionar para arquivos RAW, modo de vídeo não intuitivo.

Quem deveria considerar a NX3000: fotógrafos amadores que procuram uma câmera eficiente; fotógrafos profissionais que querem ter uma câmera mais leve e portátil para situações não exigentes.

Os comentários estão desativados.