Papo de Fotógrafo Podcast

Menu
Papo do Japa

Entendendo o que é o fator de corte (e como ele afeta sua foto)

30 de julho de 2015
fatordecorte_sensor

Um dos assuntos que gera mais treta discussões no meio fotográfico é o tal do fator de corte. Frases como “ah, eu preciso de uma full frame” ou “sensor APS-C é suficiente” recheiam discussões sobre o assunto, e muitas vezes são ditas sem um mínimo de entendimento sobre o assunto. Afinal, você sabe o que, de fato, é o tal do “fator de corte” (traduzido do termo inglês “crop factor”) e como ele afeta suas fotografias?

Pra começo de conversa, acho importante citar que o termo não é originário da fotografia digital, e sim se popularizou com a ela: o tal fator de corte é derivado das diferenças que uma mesma objetiva pode ter em diferentes formatos de filmes/sensores. Com isso, vale citar uma informação básica que, por inúmeras vezes, é informada de maneira equivocada: o fator de corte não afeta nem a distância focal, tampouco a abertura (f-stop), de uma objetiva. 

Por exemplo: por muitas vezes algumas pessoas dizem que uma 50mm vira uma 80mm ao ser utilizada em uma câmera com sensor APS-C – e essa informação é errada. Uma 50mm continua sendo uma 50mm, independente do sensor presente na câmera que você utilizar. O que vai mudar é o ângulo de visão da objetiva, que é dado de acordo com o sensor: quanto menor o sensor, menor o ângulo. 

Não entendeu? Vou exemplificar: uma objetiva 50mm, se utilizada em uma câmera full frame de 35mm, possui um ângulo de visão de 46.8º. Agora pegue essa mesma objetiva, e imagine que ela seja utilizada em uma câmera de sensor APS-C: o ângulo de visão proporcionado passa a ser o de 31.4º, mais fechado. Ela continua sendo uma objetiva 50mm, porém passa a ter o ângulo de visão mais fechado, passando a se comportar como se fosse uma teleobjetiva.

Ilustração: Luis Cortelini

Ilustração: Luis Cortelini

“Poxa, mas eu não tô entendendo nada… Por que então dizem que uma 50mm vira uma 80mm na minha Rebel?”

É simples: apesar de não existir um formato padrão na indústria, a maioria dos fabricantes utiliza o 35mm como tal. Desse modo, uma 50mm, ao ser utilizada em conjunto com o sensor APS-C, fica com um campo de visão equivalente ao de uma objetiva 80mm no full frame 35mm. A objetiva não “vira” uma 80mm, ela passa a ter o ângulo de visão de uma 80mm em full frame. 

A abertura de sua objetiva é outro ponto que é afetado pelo tal fator de corte, mas não da maneira que você talvez pense. A abertura (f-stop) é universal, independente do formato que você utilizar: desse modo, f/1.8 é f/1.8 independente de ser full frame, APS-C, médio formato ou um smartphone. O que varia, de acordo com o formato, é a profundidade de campo que a abertura irá te proporcionar. Você é daqueles que gosta de foco raso, com bokeh de fundo e objetivas hiper luminosas? Pois saiba que o formato do seu sensor também influenciará nesse desfoque: quanto maior o formato, maior o desfoque.

Considere que você vai utilizar uma objetiva f/1.4 em uma câmera do sistema micro four thirds (MFT), cujo fator de corte é de 2x. Apesar da luminosidade da objetiva se manter inalterada, a profundidade de campo proporcionada por essa objetiva não será de uma f/1.4, e sim de uma f/2.8. Da mesma forma, uma objetiva f/4 continuará fotometrando como uma objetiva f/4, mas terá a profundidade de campo de f/8 se utilizada nesse sistema.

“Entendi! Mas como eu faço pra saber a equivalência de uma objetiva?”

Isso é bem simples: basta multiplicar a distância focal e o f-stop (abertura) pelo fator de corte equivalente de seu sistema. Se você utiliza Fuji, por exemplo, você tem um fator de corte de 1.5x em todas as objetivas que você utilizar na sua câmera. Ou seja: se você utilizar uma 100mm f/2, você vai continuar a ter uma objetiva 100mm f/2. O que vai mudar é o ângulo de visão ( que será equivalente ao de uma 150mm) e sua profundidade de campo (que passará a ser a de uma objetiva f/3.5). 

Ah, tá com preguiça de fazer o cálculo de cabeça? Aqui vai um site que faz o cálculo todo pra você, baseado nas informações que você fornecer. 😉