Papo de Fotógrafo Podcast

Menu
Tecnologia e Equipamentos

Review: Canon EOS Rebel T6i

20 de maio de 2016

“Alô, Bruno? Tudo bem? Você pode passar aqui amanhã pra pegar a T6i para passar o final de semana. Aproveite!”

Foi com essa ligação que eu me dirigi à Canon na semana passada. Eu havia pedido a câmera para fazer uma resenha, e acabaram liberando a câmera mais rápido do que eu esperava. “Poxa, mas a T6i?” você deve estar se perguntando, e a resposta é simples: da mesma forma que a T6s me surpreendeu (positivamente), a T6i poderia ser uma doce surpresa.

E eu não estava completamente enganado.

Mais do mesmo… Ou nem tanto?

A T6i na mão, montada com uma das minhas lentes preferidas, a EF 85mm f/1.2L II USM

Bem, primeiro vamos tirar do caminho o básico. Sim, a T6i é uma Rebel e se comporta como tal. Ela não difere tanto das iterações anteriores, tanto em termos de função, quanto resistência e ergonomia. Ou seja, se você está acostumado com os modelos anteriores (T3i, T4i e T5i), você não tem do que reclamar caso venha a usar uma – tudo fica no mesmo lugar. Eu mesmo, que não pegava em uma Rebel há algum tempo, me espantei quando percebi que minha memória não me falhou e eu sabia aonde estava a maioria dos botões.

A câmera, porém, dita um pouco o que se esperar da linha Rebel daqui pra frente, e entrega um pacote mais completo que as iterações anteriores. A adição de WiFi e NFC é mais que bem vinda, principalmente para essa categoria de câmera que é muito adotada por amadores (que eventualmente querem já baixar suas fotos e postar em redes sociais), e o upgrade nos pontos de autofoco (de 9 pontos na T5i para 19 pontos na T6i) vai facilitar a aquisição de foco em fotos que eram um pouco mais complicadas com os modelos anteriores. O modo de vídeo da câmera é bem mais do mesmo. Não há grandes mudanças com relação aos modelos anteriores, então não espere nada revolucionário – nada de 4k, por exemplo.

Como era esperado, o desempenho em ISO alto melhorou consideravelmente, e apesar de não ser a melhor câmera com sensor APS-C que eu já usei, e pode se dizer que o sensor é melhor que o das iterações anteriores, mas eu desenvolvo esses pontos com mais profundidade mais à frente dessa resenha.

O que é realmente legal na câmera?

t6i_canonet_iso1600-1

Canon EOS Rebel T6i + Zuiko MC 50mm f/1.8 (adaptada): f/1.8, 1/100, ISO 1600

A Canon teve um cuidado todo especial com a criação desse novo sensor, visto que as iterações anteriores de Rebel tinham o mesmo sensor de 18 megapixels (desde a T2i, lançada em 2010, para ser mais exato), e de fato essa câmera tem uma qualidade de imagem bem melhor que suas antecessoras. O desempenho em ISO alto melhorou consideravelmente – principalmente se tratando de uma Rebel – e o alcance dinâmico da câmera também evoluiu bastante. Claro que isso não quer dizer que a câmera se equipare aos modelos mais caros da empresa, mas já torna a T6i um modelo que perdurará mais tempo na mão daquele usuário que quer apenas uma câmera sem complicações. 

comparação_t6i_iso

A Rebel T6i tem uma escala de ISO que vai de 100 a 12800, com expansão para 25600

Inicialmente é bem capaz de uma pessoa pensar que não chega nem perto de uma fullframe – como a 6D ou mesmo a 5D Mk III -, mas vendo o desempenho da T6i em ISO 3200, produzindo arquivos completamente utilizáveis para a web me deixou impressionado. Claro que, para impressão, eu não recomendaria o uso de ISO tão alto, mas tenho certeza de que uma ou outra foto, no meio de um álbum, não incomodariam ninguém.

E os pontos negativos?

t6i_street_iso6400-1

Canon EOS Rebel T6i + EF 35mm f/1.4L USM: f/2, 1/125, ISO 6400

Entretanto, nem tudo são flores: a Canon retirou o sensor da ocular que desligava o LCD ao aproximar o rosto. Isso, sem brincadeiras, foi uma das coisas que mais me frustrou com a câmera.

Claro, um usuário mais amador, que não mexe muito em pontos de foco e afins, provavelmente não sentirá isso. Mas na mão de um usuário mais avançado, isso pode ser extremamente frustrante. Foram inúmeras vezes que, ao tentar selecionar um ponto de foco, o meu nariz batia no LCD e jogava o ponto de AF pra um local completamente aleatório – e como a T6i é uma câmera cujas informações estão centradas no LCD, só existem duas maneiras de “consertar” isso: você afastar o rosto toda vez que for mexer em alguma opção cujo touch não desliga (como é o caso da seleção de AF ou de ISO), o que acaba atrapalhando o andamento de um ensaio, por exemplo; ou você fotografar com o visor fechado para dentro, o que acaba impossibilitando a revisão de imagens feitas e configurações a todo momento.

Outro ponto que a Canon poderia ter considerado era a adição de algumas funções que algumas câmeras mais avançadas possuem, como intervalômetro embutido e múltiplas exposições. Há uma quantidade considerável de usuários pedindo isso há algum tempo, principalmente pela possibilidade de usar uma câmera menor e mais leve para fazer esse tipo de imagem por ai.

Conclusão

t6i_tattoo_iso400-2

Canon EOS Rebel T6i + EF 35mm f/1.4L USM: f/2.8, 1/100, ISO 400

A T6i é uma ótima adição ao line-up de câmeras EOS, sendo diferente o suficiente para se provar melhor que a iteração anterior, porém sem perder toda a funcionalidade e simplicidade já características da série Rebel. Com uma boa resolução em um ótimo sensor, além de suas capacidades de fotografia e vídeo mesmo em situações de baixa luz, ela se torna uma ótima opção para amadores e estudantes de fotografia no geral. Fótografos profissionais podem até considerar o uso da T6i como uma segunda – ou terceira – câmera, e a câmera com certeza consegue entregar arquivos de qualidade, entretanto existem opções melhores, como a EOS 70D e mesmo a 6D, para tal função.

Ao meu ver, o unico problema com a T6i no mercado brasileiro no momento é o preço. Por ela ser importada – e não fabricada no Brasil, como a T5i – e o Dólar não estar no melhor momento em nosso país, ela chegou por um preço consideravelmente caro no mercado oficial: a Canon EOS Rebel T6i está disponível por R$ 6.999,99 (kit com a objetiva EF-S 18-55mm f/3.5-5.6 IS STM).

Agradecimentos especiais à Canon Brasil pelo empréstimo da câmera para análise.

%d blogueiros gostam disto: