Papo de Fotógrafo Podcast

Menu
Artigos

A vida é feita de escolhas

20 de Fevereiro de 2017

Escolhemos o que vestir, o que comer, para onde ir. Escolhemos o que fazer, com quem estar, a música que queremos ouvir. Escolhemos nossa profissão, nosso equipamento de trabalho, nossa área principal de atuação. Escolhemos o ISO, a abertura, a velocidade. Até que chega o momento em que temos que escolher “o” momento. Escolhemos o nosso posicionamento. Um passinho pra esquerda, dobrar levemente o joelho. Clicar agora? Não, espera só mais um segundo… mais um… o momento vai chegar, calma… AGORA! VAI! Parece que o corpo esquenta, vem um suor repentino e rola até um tremor leve.

Click! Click! CLICK!

Foi! Ufa. Consegui.

Espera, tem mais outra foto acontecendo…

Click! Click! Click!

Opa, acho que fiz um fotão aqui.

Depois de tantas emoções, partimos para uma parte crucial: a edição.

Editar é selecionar. Separar o joio do trigo. Escolher. Mais escolhas. Quais fotos vamos entregar ao cliente, quais vamos publicar (ou se vamos), quais vamos para incorporar ao nosso portfólio e quais fotos nunca mais verão a luz do dia.

prague_invasion_czeschoslovakia_augus_1968_contact_sheet_c_josef_koudelka_magnum_photos2_RezWT_W1600_H1267_H1267_Q85

A edição deve ser feita de acordo com o objetivo que ela se propõe, e isso temos que ter bem claro durante essa etapa. Por exemplo: quando edito para entregar ao cliente, penso *nele*. O que ele gostaria de receber? O que eu interpretei sobre a situação que fui contratada pra registrar e o que quero comunicar a respeito dela? Quando edito para meu portfólio, penso em *mim*. Que fotos me deixaram satisfeita de ter feito? O que quero que as pessoas saibam que eu faço? O que eu gostaria de continuar fotografando? Você atrai aquilo que mostra. E por isso é importante lembrar: você não é obrigado a mostrar tudo que fez.

Editar envolve pensamento, técnica, estudo e prática. Pode ser uma forma de expressão também, assim como fotografar. Não tem certo ou errado. As mesmas fotos, se editadas por pessoas distintas, podem comunicar coisas completamente diferentes. Ou comunicar mensagens similares através de caminhos distintos. Fotografia é interpretação e comunicação. Editar é uma das últimas etapas desse processo e é preciso ter em mente a sua intenção. E então, o que você quer comunicar com as suas escolhas?

—————

Maíra Erlich
mairaerlich.com