Papo de Fotógrafo Podcast

Menu
Marketing e Negócios

7 dicas para trabalhar o CALL TO ACTION

8 de março de 2018

Você já parou para pensar no que te faz interagir com os conteúdos que você consome nas mídias sociais?

Com certeza não é pura boa vontade da sua parte! As marcas que produzem bons conteúdos sabem o valor do Call-To-Action. Se você nunca ouviu esse termo, calma que eu te explico: O CTA nada mais é do que uma chamada para ação, isto é, uma espécie de convocação presente no conteúdo, que incentiva a sua audiência a fazer algo.

Esse tipo de estratégia gera uma taxa de conversão muito maior – cerca de 42% a mais do que as padrões – e aumenta em cerca de 45% os cliques. Uma baita vantagem, não é?

Diante de tantos benefícios, você deve estar louco para saber como colocar isso em prática na sua marca. E é isso que vou te ensinar nos tópicos abaixo.

Mas antes, você precisa responder a algumas perguntas muito importantes:

– Qual é o objetivo do seu Call To Action?

– Definido o tipo de conteúdo, você precisa se perguntar: qual é a real motivação do seu público para clicar nele?

– Qual benefício o público consumidor terá?

– Qual problema do consumidor esse conteúdo solucionará?

Agora, é hora de se preocupar com o conteúdo em si!

Basicamente, tudo depende da qualidade da redação elaborada. Guarde essas dicas abaixo:

1) A escolha das palavras faz toda diferença! Quais verbos de ação vão te auxiliar a passar a mensagem certa?

2) Você precisa moldar a sua redação para esse padrão mais apelativo – no bom sentido, é claro! Provoque curiosidade no seu público, fazendo com que eles tomem a ação;

3) Tenha um tom encorajador, incentivando o público a tomar a atitude que você está solicitando;

4) Utilize de palavras que tenham um senso de urgência, como ‘’agora’’ ou ‘’hoje’’;
Para que o público possa aderir a ação proposta, você precisa demonstrar que é autoridade no assunto em que está abordando. Mas isso não significa que você vai colocar uma chuva de termos técnicos ou jargões específicos da sua área, afinal, isso pode tornar o conteúdo em algo chato;

5) Relembre, durante o seu texto, os benefícios que a pessoa poderá ter aderindo ao CTA;

6) Abuse do modelo passo-a-passo, para deixar claras as informações essenciais;

7) Personalize a sua redação para o seu tipo de discurso: evite frases genéricas como “peça agora mesmo” ou “compre agora”.

Uma informação muito importante: os Call-To-Actions com maior engajamento têm entre 90 e 150 caracteres.

No mais, você pode ir testando as reações diversas que o seu público pode ter baseado no tipo de CTA que você utiliza! Desde o design até a escolha dos tipos de botões e fontes, tudo pode fazer a diferença!

Vamos fazer um combinado? A medida em que você for fazendo esses testes, vai me contando aqui pelos comentários quais resultados têm conseguido conquistar! Estou torcendo que as minhas dicas te ajudem bastante!

Se você ainda não me segue nas redes sociais dá uma passadinha por lá, tem muita interessante pra você!

No vemos no próximo artigo.

Abraços, Silvia Martins.
www.silviamartinspro.com.br
www.facebook.com/silviamartinspro
www.instagram.com/silviamartinspro

%d blogueiros gostam disto: